domingo, janeiro 13, 2008

Melhores empresas para investir em 2008?

As principais e mais importantes publicações financeiras do mundo costumam publicar no inicio de cada ano um guia de investimentos para o ano em questão. Para não ser menos este ultradesconhecido blog de investimentos decidiu hoje publicar uma versão especial do Guia de Autodefesa do Investidor das Galáxias (2008), abordando o assunto.
Mas no lugar de responder a pergunta Onde Investir em 2008, os editores reunidos (isto é: eu mesmo), decidiram após democrática votação responder à pergunta considerada prévia: Quando Investir em 2008?

Quando Investir em 2008? É a pergunta que irá fazer uma grande diferencia no final deste ano. Com isto remarco que o timing terá um peso graúdo na performance do portfolio (o seu e o meu).

Nos próximos 12 meses, o cenário no mercado de ações, será algo similar a alguma temporada do seriado 24hs, no qual o agente federal Jack Bauer tenta durante um dia (que dura uma ano) acabar com a ameaça terrorista.
Em seu lugar, os investidores, irão enfrentar a ameaça de recessão Americana, queda nos lucros das empresas, preços dos commodities disparando, fusões na indústria de serviços financeiros, inflação, queda no valor do dólar... Entre outras surpresas (eleições, etc).

Isto não deveria ser suficiente para que os investidores pensem duas vezes antes de manter seu dinheiro na bolsa...?
Talvez. Mas da mesma forma que é difícil entender porque ainda Jack não pediu demissão, a melhor coisa que o investidor pode fazer é manter a cabeça fria ao melhor estilo Bauer.

Mesmo com a desaceleração Americana as perspectivas para a economia mundial continuam apontando um crescimento na faixa dos 3,5% (ver informe do World Economic Fórum aqui). A constante e crescente fraqueza do dólar frente as principais moedas do mundo (Real incluído) tem que vir a refletir no déficit comercial Americano (diminuindo) e nos lucros das empresas exportadoras desse país (aumentando).

Claro que não todo é ruim, a demanda por matérias primas, alimentos e equipamentos agrícolas deve continuar crescendo neste ano. Brasil já é um país consolidado nestes rubros e empresas que atuam nesta industria (como Perdigão, Sadia e ALL) devem ser avaliadas.

Voltando à questão de Quando: Continuo pensando que aguardar e formar caixa são as melhores opções neste momento.

  1. Ainda o FED deve cortar os juros no final deste mês no Estados Unidos (as apostas estão em corte de até 1%).
  2. Ainda o governo de Bush deve aplicar formalmente o pacote de incentivo fiscal para aquecer o consumo em aquele país.
  3. Ainda devemos aguardar para saber o que o COPOM irá decidir com a taxa de juros no Brasil.
  4. Ainda teremos que aguardar até novembro pelas eleições Americanas. E cabe lembrar que em ano eleitoral a bolsa de aquele país não costuma subir muito alem da inflação.
Para entender melhor à questão do timing, acredito que o gráfico da Bovespa de jan/2001 até jan/2003 seja uma boa auto-explicação.

Boa Semana, Bons Negócios.

Um comentário:

Eduardo Rodrigues disse...

Carlones,

E quanto aos IPO's? Ao menos esse último ano, houve alguns bem interessantes e rentáveis no curto prazo. Qual sua opinião sobre o assunto?