domingo, outubro 14, 2007

Bovespa Sexy, Bovespa! (Parte 1)

Pacificamente o ano vai entrando na reta final. Negócios foram feitos e desfeitos. E, apesar de crises e sub-crises, o saldo mais uma vez mostra-se positivo; Coisa que é muito boa! Isto me lembra de alguma forma caprichosa, vai entender porque, a seguinte historia...

Quando Josino bateu na porta não tinha a menor idéia de quem iria responder seu chamado. Quem abriu a porta foi o próprio Justino, com parcimônia. Justino carregava 79 anos nas costas, junto com duas pontes de safena no seu coração já forjado pela vida e sustentado pelos médicos.
O visitante identificou-se como Josino dos Santos que acabava de chegar à cidade proveniente de São Paulo, após 74 horas de viagem de carro.

Justino não entendeu e limitou-se a responder: Pois não?
Josino explicou que trazia uma mensagem de Elvira e que tinha viajado pessoalmente para transmiti-lo porque não queria utilizar nenhum outro meio de comunicação. Embora fosse mais prático ele estava atendendo um pedido especial de Elvira, que infelizmente tinha partido para o além. Imagino que o senhor irá entender, diz Josino.

Justino continuou sem entender muito bem, mas o fato de falar da Elvira foi mais do que suficiente para deixar entrar ao quase desconhecido visitante.
Acomodaram-se em duas grandes poltronas uma enfrente da outra, separadas unicamente por uma pequena mezinha com algumas fotos e um vaso com girassóis recentemente coletados.

Josino começou explicar que ele era um homem muito rico e afortunado. Que havia acumulado grandes riquezas na sua vida, que já conhecia as principais cidades do mundo embora tivesse 42 anos, e que não tinha nenhum tipo de reclamação que fazer para o senhor (Justino), há não ser o fato de comunicar que ele era seu pai.

Justino não respondeu nada. Fico imóvel dirigindo sua vista para a janela da sala. Primeiro, porque isto ajudava a lembrar, e segundo porque Célia, sua esposa, poderia chegar a qualquer momento da feria e ele não tinha a mínima intenção de que ela conhecesse alguma vírgula desta historia.

Justino limitou-se a dizer: Filho?
Começou então a lembrar daqueles anos em São Paulo, quando conheceu Elvira numa noite junto com seu amigo Vitor...

A vida de Justino não tinha nada de espetacular que oferecer para Hollywood e muito menos para uma novela da TV Globo ou para, no mínimo, algum de seus capítulos.
Em 1952 aquela viagem para São Paulo foi memorável, ele foi entrevistado por Vitor Civita para começar a trabalhar como jornalista na jovem Editora Abril. Justino ficaria morando em São Paulo desde o final do inverno até o outono do próximo ano.

Vitor e ele viraram grandes amigos na época. Foi numa noite de sexta feira quando ambos conheceram a Elvira. Vitor insistiu para que viajassem juntos para sua casa em Santos, no final de semana, e foi nesse final de semana quando o romance entre eles (Justino e Elvira) começou...

Célia entrou na casa com as compras da feria penduradas em ambos braços.

Assim como Justino estava curioso, Célia também estava. Ela perguntou se a jovem visita era de seu filho?
Josino e Justino olharam imediatamente para Célia sem conseguir ocultar a surpresa. E antes que Justino pudesse interferir, Josino respondeu que era.

(continua...)
Nota: fique de olho na reunião desta semana (quarta e quinta) do Banco Central que irá definir o valor da taxa SELIC.


2 comentários:

Ismael dos Reis disse...

A crônica está muito interessante!
Como vai a Plantação este mês?
Abraço!

Stock Buster disse...

Olá Ismael,
A plantação vai bem, neste mês já acumula +5,1% aprox.

Obrigado pelo seu comentario, teve a sensaçao de que este ultimo post nao foi muito bem aceito.
Como sempre, faz parte, ne?

mantemos contato,
Carlos