domingo, abril 26, 2009

Há 20 dias.

Foram quase 20 dias de ausência não planejada e preciso confessar que já estava sentindo falta das postagens semanais e do exercício constante de me comunicar com você por aqui. Sem tentar ser muito especifico, mas sabendo que de alguma forma tenho o dever de prestar algum tipo de explicação, posso dizer que estive numa espécie de retiro.
Não precisa me entender, mas que venda a primeira ação com 75% de desconto quem alguma vez não precisou se afastar para reordenar as idéias...?

Necessitei ficar longe do mercado e me focar em outros tipos de assuntos, você pode não acreditar mas escrever toda semana para mim representa, além de uma grande satisfação, um grande compromisso com você. Isto é, porque não quero escrever abobrinha, nem falar besteiras, nem ser excessivamente reiterativo. Embora alguma vez segundo o critério de algum leitor posso ter incorrido nestes erros.

Abril resultou ser um mês de recuperação, não só no mercado mas também na Plantação, que até sexta-feira 24 acumulava ganhos de 16%. Em parte porque todas as ações que compõem o portfólio apresentam valorização, em parte porque as compras efetuadas durante o período de forte baixa estão alavancando mais rapidamente o portfólio.

Mais uma vez fica claro que invariavelmente comprar na baixa resulta muito lucrativo se o investidor possui um horizonte de médio e longo prazo, além de um pouco de sangre frio.

Afortunadamente, o ciclo de postagens da Quinta Temporada de Stock Buster iniciou-se novamente.

A semana, com decisão do COPOM (na quarta feira) sobre a taxa Selic deverá ser vertiginosa.

Como a crise não acabou e o mercado ainda não se recuperou 100%, a janela de compra a preços atrativos continua aberta. Você já deu uma olhada?

Boa Semana, Bons Negócios.

2 comentários:

leila disse...

Bem vindo, SB!!

Estava mesmo sentindo falta dos seus textos.

Slds!

Leila

Anônimo disse...

Vim dizer que nós também sentimos sua falta e encontrei o comentário idêntico da Leila.

Espero que tenha conseguido por ordem nas ideias!

Grande abraço!

Gui Rodrigues.